Globo recua e não aumenta valor das cotas do “BBB18” em ano que perdeu patrocinadores

A Globo decidiu não aumentar o valor das cotas do “Big Brother Brasil” em ano que o programa perdeu patrocinadores.

Para o “BBB18”, a emissora manteve o patrocínio em R$ 34.7 milhões, o mesmo valor cobrado para a temporada deste ano, que teve 8% de acréscimo em relação a 2016, quando o valor era de R$ 31.9 milhões. Ao todo são seis cotas disponibilizadas ao mercado. Se todas foram vendidas, a Globo irá faturar R$ 208,2 milhões.

Até as 16h do dia 25 de setembro, os patrocinadores da edição de 2017 (Guaraná Antárctica, Claro, Itaipava e Magazine Luíza) tiveram prioridade na renovação.

Neste ano, o “BBB” foi ao ar com apenas quatro das seis cotas vendidas, faturando R$ 138.8 milhões, inferior aos R$ 191.4 milhões da edição de 2016. Com isso, a Globo deixou de faturar R$ 69,4 milhões.

Na temporada de 2017, somente duas das seis empresas renovaram o patrocínio com a atração que passou a ser comandada por Tiago Leifert: Guaraná Antárctica e Itaipava. Enquanto Claro e Magazine Luíza se juntaram ao time do “BBB”, Walmart, Rexona e Crefisa, além da Fiat (que patrocinava a atração há 15 anos) “pularam fora do barco”.

Além de manter o mesmo preço, os patrocinadores terão mais divulgação, isso porque, assim como o “The Voice Brasil”, o “BBB18” terá um programa de aquecimento exibido em janeiro, antes de sua estreia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *